Quinta-feira, 9 de Agosto de 2007

Céu e Inferno

 

 Imagem Retirada da Internet

 

          Um Samurai alto e forte, de carácter violento e rude, foi procurar um pequeno Monge, calmo e muito pacífico...
«Monge - disse autoritariamente - ensina-me o que é isso do “Céu” e do “Inferno”! O Monge, franzino, olhou para o temível guerreiro e respondeu com a mais absoluta calma:
«Ensinar-te algo sobre o céu e o inferno? A ti? Nem pensar! Eu não te posso ensinar coisa alguma! Olha bem para ti, estás imundo, diria mais, nojento! O teu cheiro é insuportável. A lâmina da tua espada está enferrujada, és uma vergonha, uma humilhação para a classe dos Samurais. Some-te da minha vista! Não consigo suportar a tua presença horrorosa!
O Samurai nem queria acreditar no que estava a ouvir. Por instantes ficou boquiaberto, mas logo reagiu: as palavras do pequeno Monge fizeram eco dentro de si e a fúria veio à superfície como um vulcão quando entra em erupção.
Então o Samurai estremeceu de ódio, o sangue subiu-lhe ao rosto, e mal conseguiu dizer uma só palavra de tanta raiva. Num gesto rápido, empunhou a espada enferrujada, ergueu-a sobre a cabeça e preparou-se para decapitar o Monge.
Nesse mesmo instante o Monge disse-lhe sem pestanejar:
«Aí está... isso... é o Inferno.»
O Samurai, mais uma vez, ficou pasmado e deteve-se. Testemunhou a serenidade, a compaixão e absoluta dedicação daquele pequeno homem, que colocou a própria vida em risco para lhe ensinar algo.
O Guerreiro baixou lentamente a espada e, cheio de gratidão subitamente pacificado pela sabedoria daquele ser, baixou os olhos e a cabeça numa atitude de humildade.
Nesse mesmo segundo, o Monge disse-lhe com serenidade:
«Aí está... isso... é o Céu.»
 
Reiki - As Raízes Japonesas, Sandra Ramos e Jorge Ramos
 
Magnífico este conto oriental, não acham? A Igreja católica (com o devido respeito), a família, a sociedade enchem-nos os ouvidos com histórias sobre a absolvição do Céu e a punição do Inferno. Para mim, o Céu e o Inferno são exactamente aquilo que este conto descreve: são um estado de espírito, de alma, existem ambos na Terra e dentro de nós. Compete-nos escolher, a cada dia que passa, como queremos viver. Somos nós que transformamos o nosso dia-a-dia, as nossas vivências, as nossas relações no mais deslumbrante e iluminado Céu, ou no mais obscuro e profundo Inferno. Que a nossa escolha seja sempre o azul do Céu. Namasté!
 
 
 
publicado por aspalavrasnuncatedirei às 13:26
link do post | comentar | favorito
|
24 comentários:
De Infiel a 9 de Agosto de 2007 às 14:17
Lindo texto
"o Céu e o Inferno são exactamente aquilo que este conto descreve: são um estado de espírito, de alma, existem ambos na Terra e dentro de nós" a Igreja só merece o respeito que ela teve por nós seres humanos... nenhum!!
que me desculpem os catolicos apostolicos romanos!
A essência da doutrina só muito poucos a conseguem visualizar e sentir porque ao longo dos seculos foram camuflando tantas verdades que ... se perderam.

Namasté!

De aspalavrasnuncatedirei a 9 de Agosto de 2007 às 16:51
Namasté infiel!
A Igreja merece respeito, assim como todas as outras instituições. São as pessoas que criam essas mesmas instituições, com tudo de bom e de mau que isso implica.
Não nos compete julgar apenas escolher, de acordo com as nossas convicções espirituais, aquilo em que acreditamos.
De Infiel a 9 de Agosto de 2007 às 21:01
Claro não vou faltar ao respeito nem dentro de uma igreja nem ao seu representante mas que me dá pena os discursos obsoletos que se escutam da suas bocas e dentro do edificio. Desculpa mas sinto-me enganada pela religião, fui baptizada, frequentei a igreja, fui a missas, conheço padres catolicos, tal como representantes de Jeova e, todas merecem respeito mas, sinto.me desrespeitada na minha essência de pessoa racional quando Jesus disse ou fez algo e a religião quer obrigar a que as pessoas entendam a sua vida com algo de transcendente.
Perdão não é minha intenção julgar nem impor uma nova religião. Mas escutar durante seculos que se não comermos a sopa toda somos maus filhos e que depois vamos para o Inferno, que tenho de confessar os meus pecados a outro ser que peca.... Ok esquece foi só um desabafo

Namasté!!
De aspalavrasnuncatedirei a 9 de Agosto de 2007 às 21:09
Namasté infiel!
Podes desabafar à vontade.
Pelo que tenho estudado,a igreja deturpou, mediante muitos dos seus interesses, a espiritualidade. Acredito nas figuras religiosas, tenho uma enorme fé em jesus, no meu anjo da guarda, em alguns Santos, apesar de não me definir como uma pessoa católica.Costumo dizer que o meu Deus é muito diferente daquele que algumas religiões defendem. O meu Deus não me julga, não me castiga, não vive num céu distante e está constantemente ao meu lado apoiando aquilo que sou.
Fica bem, beijinhos.
De Pedro de Sousa a 10 de Agosto de 2007 às 06:57
Ola Infiel

A verdadeira religião está dentro de ti... os outros podem ajudar ou desajudar... mas olha dentro de ti...

De certo modo quando a Sandra está a descrever algo como este conto está-nos a relembrar isso mesmo...

Não é facil procurar dentro de nós... eu que o diga... mas tento, e tento...

Beijinhos
De Infiel a 11 de Agosto de 2007 às 13:40
Por ter olhado dentro de mim e... ter visto muito, me senti iludida e enganada pela religião de massas!

Não posso ser obrigada a seguir 1 religião!

Todas têm algo de muito positivo, todas têm algo a ensinar, todas têm muito em comum!

a minha falta de "respeito" para com a religião deve-se a que sobrepôem o material ao espiritual individual e de cosmo, em vez de ajudar a que haja um despertar de consciência cosmica.... preferem encher a cabeça com frases feitas e traduzidas por centenas de pessoas, ha muitos seculos.
Mas até entendo que a religião e a Igreja têm o seu lugar na sociedade, é bom que exista! Porque anda por aí "muita ovelha" tresmalhada"

De Pedro de Sousa a 13 de Agosto de 2007 às 08:31
Eheheh

Tu. eu e provavelmente muitos... A religião não deve ser de massas.... deve ser individual, e posta ao serviço da comunidade...

O que de resto é em parte o que as religioes orientais defendem... mas a Sandra sabe disso mais que eu.

Beijinhos
De aspalavrasnuncatedirei a 13 de Agosto de 2007 às 13:54
Namasté Pedro!
« A Sandra sabe disso mais que eu.», olha que não... Tenho uma forma muito pessoal de viver a minha religiosidade e a minha espiritualidade, não se trata de saber mais ou menos. Trata-se, a meu ver, de fazer a triagem daquilo em que acreditamos, do que faz sentido para as nossas vidas e viver as nossas crenças de acordo com isso.
Beijinhos.
De Pedro de Sousa a 13 de Agosto de 2007 às 17:15
Perdoa-me ter escrito isso... não o devia ter feito e não o fiz por mal...

Apenas creio que te aproximaste de outro tipo de espiritualidade diferente da usual nesta sociedade, o q te acabou por fazer ver a vida (e a religiao) de um modo diferente...

De resto entendo-te muito bem, ja que eu proprio tenho um modo muito proprio de ver a vida...

Beijinhos
De aspalavrasnuncatedirei a 13 de Agosto de 2007 às 18:53
Namasté Pedro!
Não me peças desculpa, não disseste nada que me ofendesse. És um "amigo" muito estimado nos meus blogs.
Beijinhos.
De dida a 9 de Agosto de 2007 às 17:34
Obrigada por me concederes a oportunidade de "ouvir" os teus pensamentos neste espaço partilhado.
Acredito que a muitos é negada a possibilidade de escolher entre o céu e inferno.
E que muitas vezes o nosso paraíso (céu), transforma a vida num inferno ao nosso semelhante, especialmente quando "fechamos" os ouvidos para escutar a voz do que a alma nos sussurra.
De aspalavrasnuncatedirei a 9 de Agosto de 2007 às 17:53
Namasté estreladeluar!
Pessoalmente não concordo com a tua afirmação «Acredito que a muitos é negada a possibilidade de escolher entre o céu e inferno.» Só a nós nos compete essa escolha.
Acho que percebi o que querias dizer com « nosso paraíso (céu), transforma a vida num inferno ao nosso semelhante» as escolhas que fazemos, nem sempre agradam ao que nos rodeiam, mas o que é mais importante? Vivermos a nossa vida, escolhermos aquilo que realmente queremos? Ou vivermos nós no inferno só para não causar dissabores aos outros e não os colocar a eles a viver no inferno?
Volto a dizer a escolha é sempre nossa.
estamos aqui para viver a nossa vida e não a dos pais, dos filhos dos conjuges «a pior é traição é a que fazes a ti próprio para não traires outrém»
Beiji, fica bem.
De luís só luis a 9 de Agosto de 2007 às 18:20
Estando no dia de hoje entre o céu e o inferno pois o meu estado de espirito está um pouco perturbado pelo facto de pouco ter dormido,queria só deixar o humilde comentário, que procuremos todos viver o mais possivel no céu nem que para isso tenhamos de vez em quando descer ao inferno, a referencia que se faz a igreja é inteiramente justa não sendo católico tambem acho a primeira vista que a igreja é responsavel por milhares de mortes ao longo da história da humanidade, se bem que deve ser respeitada, mas é como tudo em todo o lado existe gente "bom e má", se bem que entenda que a igreja católica e outras seitas optam por discursos demasiado radicais e muito pouco espirituais enfim é o que temos (estamos "destinados a dançar com a mais feia")... Bjs
De aspalavrasnuncatedirei a 9 de Agosto de 2007 às 18:54
Namasté Luís!
«Estamos "destinados a dançar com a mais feia». Não estás farto deste paradigma? Não achas que chegou a altura de dançar com a mais bonita? A mais especial? Haverá alguma razão para as pessoas serem tão derrotistas e esperarem sempre o pior? Está realmente na altura de mudar o paradigma e atrair para a nossa vida, apenas aquilo que há de melhor.
Fica bem.
De luis só luis a 10 de Agosto de 2007 às 11:40
É obvio que estou farto de tal paradigma mas quando se trata da igreja católica que influência e de que modo a nossa sociedade e um pouco as mentalidades, só nestes termos é que me posso referir a ela de resto plenamente de acordo, á que fazer da nossa vida e atrair para ela tudo o que é de mais especial, beijinho fica bem e até dia 11 de Setembro (vivam as Férias)
De aspalavrasnuncatedirei a 10 de Agosto de 2007 às 13:06
Namasté Luís!
Boas férias.
De Marcolino a 9 de Agosto de 2007 às 18:40
Namasté Querida Amiga…!

Entre dois Céus e dois Infernos cá por mim desejaria expor o seguinte:

Um dia, São Pedro, Guardião das Portas Dúbias, dos Céus e dos Infernos, resolveu tirar uma férias, lá pelas bandas dos Algarves Celestiais, e incumbiu da sua Nobre Missão o seu zeloso seguidor, Santo António, aparecido já D.C.

Para o nobre Santo António, de Santo Casamenteiro a Guarda Portões dos Céus e Infernos, foi uma bela de uma experiência quando lhe apareceu pela frente um seguidor das leis dos Romanos D.C. em pleno século XXI que, distintamente vestido e de ar supra enfunado, se resolveu tocar nas notas de 500 Euritos, caminho aberto para os Infernos (…), mas foi demarcando com as mesmas, nobres e apoteóticas passagens do bem querer e bem fazer, numa grande Bíblia dos Romanos, impressa em versão actualizada séc. XXI D.C., caminho aberto para a entrada nos Céus.

Perante estes dois factos numa só pessoa, Santo António, sem saber o que deveria fazer, telefonou, usando as modernas tecnologias dos da Terra, ao seu grande amigo São Pedro, que o foi escutando, sempre em silêncio, mas no final, sorrindo-se beatificamente, arrematou assim: - Namasté Santo Antoninho, deixa essa personagem entrar, porque nos tem defendido, lá por baixo, com outros dos da sua convicção religiosa e que se chama Opus Dei.

Namasté Querida Amiga, que os Céus e os Infernos sejam sempre, mas mesmo sempre, substituídos pelo Amor interior dos Humanos saudando-se mutuamente, mas nunca com certas figuras alegóricas sobre Céus e Infernos.

Um beijinho Namasté, Querida Amiga…!

Marcolino
2007-08-09
De aspalavrasnuncatedirei a 9 de Agosto de 2007 às 18:59
Namasté Marcolino!
Obrigada por nos deixares esta tua história.
Beijinho, fica bem.
De Pedro de Sousa a 10 de Agosto de 2007 às 06:53
Namaste Sandra

Ja conhecia o conto, mas é sempre agradavel rele-lo...

Tambem é verdade que ao longo de todo um dia temos periodos de Ceu e Inferno, que se sucedem ininterruptamente... So um grande Homem (Mulher) podera ter um periodo de Ceu contínuo, ja que a abnegação e a coragem não são realmente os sentimentos mais frequentes do ser humano...

Desejo que o Ceu te sorria sempre

Beijinho
De aspalavrasnuncatedirei a 10 de Agosto de 2007 às 13:01
Namasté Pedro!
«a abnegação e a coragem não são realmente os sentimentos mais frequentes do ser humano...» então se estes sentimentos são importantes para ti, tenta vivenciá-los mais ao longo do teu dia.
Também te desejo que o Céu te sorria... mas principalmente, desejo-te que olhes para o éu a sorrir, confiante e feliz na vida que tens.
Beijinho, fica bem.
De Pedro de Sousa a 10 de Agosto de 2007 às 13:06
Agora fizeste-me sorrir...

Eu olho o Ceu com confiança, a abnegação não é uma palavra vã em mim...

Beijinho e um optimo fim de semana
De aspalavrasnuncatedirei a 10 de Agosto de 2007 às 13:07
Namasté Pedro!
A vida está cheia de motivos para nos fazer sorrir (até um comentário num blog de uma amiga virtual) o importante é olhar à nossa volta com essa perspectiva.
bom fim de semana também.
De Bruxa doida a 10 de Agosto de 2007 às 15:10
Adorei o conto, realmente a sabedoria dos monges é milenar e muito lógica.
De aspalavrasnuncatedirei a 10 de Agosto de 2007 às 18:42
Namasté cheekywitch!
Beijinho, bom fim de semana.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Luto

. Acreditar e Agir

. Quanto tempo esperarias p...

. Motivação para Pais e Fil...

. Um dia você aprende

. Nada na Vida é por Acaso

. Anjo da Guarda

. Aceitação

. Eu sou!

. Cativar

.arquivos

. Julho 2017

. Fevereiro 2016

. Outubro 2015

. Junho 2014

. Julho 2013

. Agosto 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Julho 2010

. Maio 2010

. Fevereiro 2010

. Novembro 2009

. Junho 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Julho 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Do outro lado do mundo, a...

. "Fala-me de um dia perfei...

. É abraçado a ti que todas...

. Parabéns, meu “Huckleberr...

blogs SAPO

.subscrever feeds