Quarta-feira, 1 de Agosto de 2007

A Águia

 

 

 

A Águia é a ave que possui a maior longevidade da espécie. Chega a viver 70 anos. Mas para chegar a essa idade, aos 40 anos, ela tem de tomar uma séria e difícil decisão.
Aos 40 anos ela está com as unhas compridas e flexíveis, já não consegue agarrar as suas presas, das quais se alimenta; o bico alongado e pontiagudo curva-se, apontando contra o peito; as suas asas estão envelhecidas e pesadas em função da grossura das penas, e voar torna-se muito difícil.
Então, a águia só tem duas alternativas: morrer ou enfrentar um doloroso processo de renovação que irá durar 150 dias. Este processo consiste em voar para o alto de uma montanha e recolher-se num ninho próximo a um paredão, onde ela não necessite de voar.
Após encontrar esse lugar, a águia começa a bater com o bico numa parede até conseguir arrancá-lo. Depois espera até nascer outro, com o qual vai arrancar as unhas. Quando as unhas novas começam a nascer, ela passa a arrancar as velhas penas e só depois de cinco meses é que sai para o famoso voo de renovação e para então viver mais 30 anos.
Na nossa vida, muitas vezes temos de nos resguardar por algum tempo e começar um longo processo de renovação. Para que continuemos a voar em voo de vitória, devemos desprender-nos de ideias, lembranças, conceitos e de outras tradições que nos causam dor.
Somente livres do peso do passado é que poderemos aproveitar o resultado valioso que uma renovação sempre traz. Somente livres do peso do passado é que podermos abrir-nos para novas aventuras que nos levarão à vida que viemos à terra viver.
 
Autor Anónimo

 

 

 

 

tags:
publicado por aspalavrasnuncatedirei às 21:02
link do post | comentar | favorito
|
14 comentários:
De aspalavrasnuncatedirei a 2 de Agosto de 2007 às 15:10
Sei muito bem daquilo que falas e, acredita, que a minha situação é muito semelhante à tua, vivida em planos opostos.
Jamais deixaria os meus filhos para partir para uma vida nova, mas partiria para uma vida nova com os meus filhos.
A sociedade dá os filhos à mãe, mas os juízes também já dão os folhos aos pais nas custódias partilhadas.
A construção de um novo ninho implica ganhos e perdas, implica partilhas, implica a partilha dos filhos.
Valerão os filhos os nossos sacrifícios? Sem dúvida! Serão eles felizes se fores infeliz? De certeza que não.
Beijinho "Pai - Águia"
De Pedro de Sousa a 2 de Agosto de 2007 às 15:40
eheheh

Beijinho "Mãe-Aguia"

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 241 seguidores

.pesquisar

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Luto

. Acreditar e Agir

. Quanto tempo esperarias p...

. Motivação para Pais e Fil...

. Um dia você aprende

. Nada na Vida é por Acaso

. Anjo da Guarda

. Aceitação

. Eu sou!

. Cativar

.arquivos

. Julho 2017

. Fevereiro 2016

. Outubro 2015

. Junho 2014

. Julho 2013

. Agosto 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Julho 2010

. Maio 2010

. Fevereiro 2010

. Novembro 2009

. Junho 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Julho 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Do outro lado do mundo, a...

. "Fala-me de um dia perfei...

. É abraçado a ti que todas...

. Parabéns, meu “Huckleberr...

blogs SAPO

.subscrever feeds